Preso pela 3ª vez por tráfico, jovem é liberado em audiência de custódia

Juliano da Silva Gonçalvez, 22 anos, velho conhecido da polícia e que foi preso pela 3ª vez este ano, por traficar drogas, foi liberado em audiência de custódia, dois dias após a Polícia Militar ter flagrado o jovem vendendo entorpecente para usuários. A prisão de Juliano aconteceu na última terça-feira, 30 de outubro, em Aquidauana.

No dia da prisão, Juliano estava sendo monitorado por equipe da Agência Local de Inteligência (Serviço Reservado da PM), já que havia informações que o acusado havia recebido tabletes de maconha em sua residência, no Bairro Alto, para comercializar em pequenas porções. No local, os militares flagraram dois usuários saindo do imóvel, onde realizaram busca pessoal, encontrando com estes, paradinhas da drogas. A dupla confirmou que comprou de Juliano.

Equipe do reservado então solicitou apoio da Radiopatrulha e em contato com Juliano e sua esposa, entraram na casa, onde flagraram um rádio transmissor veicular. Os policiais acreditam que o equipamento seja utilizado para pegar a frequência da PM, pois há informações de que criminosos na cidade estejam utilizando rádios codificados para esta finalidade. O acusado disse aos policiais que não tinha mais drogas, mas informou que havia tabletes de maconha em um terreno baldio próximo do imóvel.

Os militares foram até o local e encontraram três peças de substancia análoga a maconha, totalizando 2,5 kg. Juliano afirmou que a droga seria de Matheus Oliveira Martins e que ele seria o responsável por monitorar e cuidar o local. Matheus foi localizado e assumiu ser o dono das peças. A dupla e os usuários foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil, para providências cabíveis.

Matheus também foi liberado na audiência. Ambos estão usando tornozeleiras eletrônicas. O JNE entrou em contato com a assessoria do Juiz Juliano Duailibi, mas a responsável disse que não passaria informações via contato telefônico.

Polícia prende, Justiça solta

Este ano, é a 3ª vez que Juliano foi preso por tráfico de drogas e também liberado em audiência de custódia. Em fevereiro o acusado foi preso fazendo “disque-entrega” no período noturno. Policiais da Agência Local de Inteligência (Serviço Reservado da PM) em conjunto com a guarnição da Força Tática, localizaram o jovem com uma moto vermelha em frente a casa denunciada. Na ocasião, além de trouxinhas de maconha, os militares flagraram com o jovem o valor de R$ 1.076,00 em notas diversas, valor este que o autor não soube explicar a origem, 08 celulares de marcas diversas, os quais também não soube informar a origem e também encontraram uma carteira de bolso com documentos em nome de uma terceira pessoa.

Já em abril, policiais também do Reservado, flagraram Juliano comercializando maconha e cocaína. Fora as passagens por tráfico, o jovem tem várias passagens pela polícia desde adolescente, por vias de fato, furtos, lesão corporal dolosa e desobediência.

Juliano é velho conhecido das Polícias Militar e Civil da região