Cuidador é suspeito de espancar idosa por retaliação; família descobriu que era foragido da Justiça

Alex Melquiades Gomes de Arruda, 37 anos, é suspeito de espancar uma idosa de 75 anos de quem cuidava em Aquidauana. Ele que é foragido da Justiça, se passou por cuidador de idosos para conseguir o emprego, os familiares descobriram e dispensaram seus serviços. Alex não gostou e em retaliação, espancou a mulher e a neta, que tentou defender a avó.

O JNE entrou em contato com a Polícia Civil, onde o delegado adjunto Wilkson Vasco explicou que a princípio o fato foi registrado como roubo, mas as investigações revelaram que há fortes indícios de que Alex espancou a senhora que cuidava por ter o passado criminoso descoberto pelos familiares da vítima. A autoridade policial não deu mais detalhes do caso, para não atrapalhar o andamento das investigações.

A reportagem apurou que, ao não admitir ser dispensado, ele retornou na casa na madrugada desta quinta-feira (09) para supostamente “se vingar”, batendo na idosa. A neta de 23 anos ao perceber o fato, tentou defender a avó e acabou apanhando também. O suspeito revirou toda a casa e a jovem notou que seu aparelho celular havia desaparecido e a família acabou registrando o fato como roubo. O celular foi encontrando dentro da residência em meio a bagunça, mais um indício de que o acusado entrou apenas para fazer “terror”.

Avó e neta foram encaminhadas para o Hospital de Aquidauana. O estado de saúde da idosa inspira cuidados. Já Alex continua foragido. A Polícia Civil pede que qualquer informação que leve ao paradeiro do suspeito entrar imediatamente em contato com a delegacia de polícia ou ligar 190. O falso cuidador está evadido do sistema semiaberto e tem extensa ficha criminal com passagens por roubo à mão armada, atentado violento ao pudor, falsa identidade, dano, ameaça, violência doméstica, receptação, contrabando, tráfico de drogas, entre outros.

Já havia sido preso por estar foragido

No dia 14 de setembro, equipe policial da Força Tática em patrulhamento na Rua Expedicionário Cândido Gomes, próximo a Rua Porto Geral em Anastácio, abordou Alex Melquiades e, durante checagem no sistema de segurança, constou em desfavor do suspeito um mandado de prisão em aberto. Alex havia sido preso por tráfico de drogas, mas durante cumprimento do semi-aberto, quebrou o regime, não retornando mais ao presídio. Ele foi preso e encaminhado ao presídio.