Para coibir revenda de celulares roubados, Polícia Civil faz operação no Camelódromo na Capital

O grande número de celulares roubados encontrados sendo revendidos na região do Camelódromo de Campo Grande, levou a Polícia Civil às ruas na manhã desta terça-feira (21). A operação é comandada pela Derf (Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos).

Conforme o delegado Reginaldo Salomão, titular da Derf à imprensa, a operação tem como alvo lojas de revenda e manutenção de celulares do centro comercial e das lojas ao redor do prédio. ”É mais uma operação de conscientização, o primeiro passo para uma repressão pesada contra roubos de celulares. As equipes estão mapeando essas lojas de tecnologia, verificando notas fiscais e conversando com os comerciantes”, explicou.

De acordo com o delegado, de cada 10 celulares roubados, 9 a polícia localiza sendo revendidos na região do Camelódromo. ”A estatística mostra que 95% das vítimas de roubos de celulares são mulheres que estão saindo para trabalhar de manhã”, disse.

Ainda segundo Salomão, a maioria dos casos de latrocínio são causados pelo roubo do aparelho telefônico. ”Adolescentes, mulheres e idosos estão morrendo por conta dessa prática”, ressaltou.

Resultado

Dez estabelecimentos do Camelódromo de Campo Grande foram notificados para regularizarem os seus alvarás, durante a operação comandada pela Derf (Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos).

Fonte e Foto: Campo Grande News