30/09/2011. Crédito:Gilson Teixeira /OIMP/D.A Press. Brasil. São Luís - MA.Greve dos Correios no MA.

Mesmo com a não adesão à greve, decidida pelos funcionários dos Correios de Mato Grosso do Sul, a paralisação da categoria em outros estados brasileiros deve afetar a entrega de correspondências e encomendas no Estado, já que o movimento atinge, principalmente, o setor de distribuição.

A greve dos servidores dos Correios já afeta a distribuição de cartas e encomendas em 19 regiões do País. Segundo os Correios, 19 sindicatos locais e regionais aderiram a greve: Amazonas; Bahia; Ceará; Maranhão; Mato Grosso; Pará; Paraíba; Piauí; Rio de Janeiro; Santa Catarina; Tocantins; Brasília (DF); regiões metropolitanas de Belo Horizonte, de Porto Alegre e de São Paulo; Bauru, Campinas, São José do Rio Preto e Vale do Paraíba, em São Paulo.

Em nota, os Correios informaram que, nos locais afetados pela greve, a empresa aplicará o Plano de Continuidade de Negócios, que inclui ações como deslocamento de empregados entre as unidades, apoio de pessoal administrativo e realização de horas extras. Caso haja necessidade, a empresa também pode “promover mutirões para entrega de correspondências nos fins de semana”, diz a nota dos Correios.

Segundo o sindicato da categoria, os trabalhadores dos Correios de MS aprovaram a proposta de conciliação apresentada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) para assinatura do Acordo Coletivo de Trabalho 2015/2016. Foram 116 votos a favor da proposta do TST e 57 contra. Com a aprovação, foi descartada a decretação da greve no Estado.

Da Redação
Foto: Divulgação