Avelino Neto

O pedestre Wilson Echeverria Ferreira (46), morador em Nioaque, foi atropelado e morto por volta de 22h desta quarta-feira (10), na BR-060. O atropelamento ocorreu quando a vítima após ingerir bebida alcoólica tentou atravessar a pista e foi colhido pelo veículo supostamente em velocidade inadequada para o local.

Wilson foi atropelado e morto pelo veículo Mercedes Benz 160 preto, placas DRM-3365, dirigido pelo estudante Maico Nobre Canhete, de 24 anos, morador no Bairro Ilha Bela, em Maracaju. A polícia apurou que a vítima havia chegado do trabalho há dois dias e esperava um carro para leva-lo até a cidade.

Cansado de esperar, Wilson teria resolvido ir embora a pé, um amigo o acompanhou até a margem da pista recomendando que não atravessasse, mas ele não atendeu e ao tentar a travessia, mas antes de concluir foi atingido. Em seguida Maico fez a volta e foi ate as pessoas e disse “atropelei alguém vou buscar socorro” e deixou o local.

A caminho da cidade o motorista avistou um carro da Polícia Militar e pediu ajuda para vitima do acidente e para a passageira que estava com ele no carro. A passageira do carro com ferimentos na face causados por estilhaços de vidro foi socorrida e o condutor do veículo encaminhado para a Polícia Civil onde foi autuado por homicídio culposo. Na rede social um internauta denunciou que o carro estava há dias circulando em alta velocidade pelas ruas de Nioaque.