Avelino Neto

A administração do Presídio de Três Lagoas e Polícia Militar encontraram durante operação pente fino realizada nesta sexta-feira, um verdadeiro “entreposto” de entorpecente e telefonia celular em poder de presidiários. Iniciada às 7h e concluída no final da tarde, a operação pode ter batido o recorde de apreensões naquele presídio.

Foram recolhidos 4,111 quilos de maconha, 402 trouxinhas da droga, 27 celulares e 32 carregadores. Tudo foi encontrado no Pavilhão I, sendo que cinco internos responsabilizados (assumiram), Anderson Francisco Garcia (29). Ismair Soares Silva (30), Juliano Gardiano de Jesus (20), Willian Freitas dos Santos (19) e Thalisson Gonçalves Cordeiro (26), a responsabilidade pelos materiais apreendidos.

A ação foi coordenada pela Diretoria de Operações da Agepen, com apoio de policiais militares que fizeram a contenção dos internos para que os agentes procedessem as revistas. O trabalho faz parte de um cronograma de ações estabelecidas pela administração penitenciária para coibir a posse e o uso de materiais não permitidos pelos presos.

Foto: Divulgação Agepen