Está começando neste momento na Câmara dos Deputados em Brasília com leitura de ata da sessão anterior em seguida a votação em turno único da admissibilidade ou não de crime por parte da presidente Dilma Rousseff.