Por Nicodemos Alencar

A venda de lâmpadas incandescentes está proibida no Brasil desde ontem (30). O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) começa a fiscalizar hoje (1º), por meio dos institutos de Pesos e Medidas (Ipem) estaduais, estabelecimentos comerciais que ainda tenham à disposição lâmpadas incandescentes com potência de 41watts (W) até 60 W. Quem não atender à legislação poderá ser multado entre R$ 100 e R$ 1,5 milhão. (Matéria completa no JNE de amanhã)