A população de Mundo Novo na divisa de Mato Grosso do Sul e fronteira com o Paraguai, passou por uma situação nada comum na tarde deste domingo (10), caso que além de curiosidade, assustou muitos moradores. A princípio até imaginando se tratar de “trote”, policiais militares foram acionados por populares após uma vaca da raça Nelore, ter atacado e ferido um casal que transitava de motocicleta pela Rodovia do Cascalho, distante cerca de 12 quilômetros do perímetro urbano e estar investindo contra tudo.

Quando uma equipe de policiais militares chegaram ao local, se depararam com o um homem caído próximo a uma cerca e a mulher desesperada, além de uma motocicleta danificada. Foi então, com o apoio de um produtor rural, uma tentativa de fazer com que a vaca entrasse uma área que em parte, era cercada, mas o animal “reagiu à abordagem” perseguindo um dos policiais, que acabou pisoteado pelo animal.

Em seguida, a vaca atacou o veículo do fazendeiro, desferindo cabeçadas contra a caminhonete. Em visível ataque de fúria a vaca passou a correr atrás de pessoas e veículos, que surgiam na via, que leva dois pontos turísticos, colocando em risco a vida das pessoas.

Quando mais uma vez tentou atacar o militar e o produtor rural de 76 anos, o policial efetuou dois disparos de pistola .40, que a alvejaram na altura do peito, tendo o animal sido amarrado a um tronco de cerca. Enquanto o casal ferido era socorrido pelo Corpo de Bombeiros ao hospital de plantão, os policiais contataram o administrador de uma fazenda, que confirmou que o animal era da propriedade, sendo concluído e abate e feito o aproveitamento da carne.

No momento em que era confeccionada Ocorrência relativa ao incidente, um jovem esteve na sede do 3º Pelotão da Polícia Militar, informando que seu veículo também havia sido atacado pela vaca, momentos antes, causando danos na parte frontal do automóvel. O policial atacado teve escoriações e sentia dores pelo corpo, enquanto que o condutor da motocicleta de 27 anos, precisou ser internado em observação, devido a fortes dores no peito e no pescoço. Já sua esposa, após ser medicada, foi liberada.