Avelino Neto

O advogado e fiscal sanitário da prefeitura de Campo Grande, Luiz Eduardo Lopes (45) é o homem escutado a tiros esta manhã na Avenida Rachel de Queiroz proximidades da Rua Da Divisão, no Jardim Aero Rancho. A polícia apura as circunstâncias do crime em que o advogado teria sido perseguido por ocupantes de um Palio prata. O caso está a cargo do delegado Giulliano Carvalho Biacio, da 5ª Delegacia, segundo o qual a vítima que trabalhava na prefeitura há 24 anos, era encarregado da fiscalização ao comércio na região do Aero Rancho.

A polícia acredita que no momento do crime a vítima estivesse seguindo para o local de trabalho, quando foi seguido pelos ocupantes de um Palio antigo cujo motorista deu sinal de luz para o advogado. Ao parar, assim que abriu a porta ele recebeu uma descarga de ao menos cinco tiros e morreu na hora. Luiz estava recebendo auxílio-doença da prefeitura e conforme a edição desta terça-feira (16), do Diário Oficial do município ele foi remanejado de cargo na Vigilância Sanitária.