De acordo com dados divulgados pela Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), o número de doadores efetivos de órgãos no Brasil subiu de 13,1 por milhão de habitantes para 14 por milhão no segundo trimestre deste ano. “Essa taxa de doadores efetivos vinha caindo ao longo de 2015, se estabilizou no primeiro trimestre de 2016 e começou a subir agora, no segundo trimestre deste ano”, disse o coordenador da Comissão de Remoção de Órgãos da ABTO, José Lima Oliveira Júnior.

 

Matéria completa, amanhã no JNE.