Avelino Neto

Está recolhido na carceragem da Base Aérea de Campo Grande, o cabo da Força Aérea Marcelo Rodrigues da Cruz (37), preso pela Polícia Militar na madrugada deste domingo (6), após atirar em via pública e tentar matar um homem, nas proximidades de uma lanchonete, na Avenida Mato Grosso, Bairro Santa Fé, em Campo Grande.

Conforme o apurado pela polícia, o soldado Marco Antônio, da Polícia Militar estava de folga e lanchava no local, quando ouviu de quatro a cinco tiros na rua, quase em frente de onde lanchava. Ao ver o que acontecia, encontrou o homem empunhando uma pistola.

O soldado se apresentou como policial militar e deu voz de prisão a Marcelo, que continuou exaltado, resistiu a prisão e ainda apontou a arma em direção ao PM, que se abrigou atrás de uma árvore. Na confusão, a mulher do cabo conseguiu pegar a arma dele, instante em que o policial recolheu a pistola calibre 380 e acionou apoio. A pistola estava com onze munições intactas e uma picotada. No local foram apreendidos três estojos de munições deflagradas. Um homem chegou a ser atingido de raspão na perna.

Briga – Policiais apuraram que o cabo mexeu com a mulher de um homem, em uma conveniência. O marido da mulher não gostou e foi tirar satisfação com o militar, que já estava dentro do carro para ir embora. Diante vdo questionamento, Marcelo que estava armado, desceu do automóvel e passou a atirar na rua. O cabo da Força Aérea tem o registro da arma e ao menos até o episódio, autorização para porta-la.