Avelino Neto

Equipe da Polícia Militar Ambiental – PMA – de Corumbá autuou um pecuarista por atividade potencialmente poluidora de construir um “dique” sem autorização ambiental do órgão ambiental competente. O infrator construiu um aterro de argila e areia para uma barragem com 6,1 Km de extensão, por 1,6 metros de altura e 2,5 metros de largura, degradando a vegetação.

A propriedade está localizada na região do Nabileque, a 135 km de Corumbá. O fazendeiro, de 41 anos, residente em Presidente Prudente, São Paulo, foi autuado administrativamente e multado no valor de R$ 10 mil. Ele também responderá por crime ambiental de funcionar atividade potencialmente poluidora sem autorização ambiental. Se condenado poderá pegar pena de três meses a um ano de detenção.

Foto: Divulgação/PMA