Homem confessa ter decapitado rival e diz que comeu carne do pescoço da vítima

Agnaldo dos Santos Miranda, 28 anos, confessou o assassinato de Eliel de Jesus, 44 anos, nesta segunda-feira (6), em Coxim. Ele foi preso no mesmo dia e na tarde desta terça-feira (7),  disse a um grupo de delegados que, depois de decapitar, chegou a comer a carne do pescoço da vítima.

Conforme o Edição MS, os três delegados de Coxim – Silvia Elaine Girardi Menck, Felipe de Oliveira Paiva e Fernando Ferreira Dantas – concederam entrevista coletiva sobre a investigação no final da tarde de hoje.

De início, disseram os delegados, o suspeito negou envolvimento no crime, mas confessou o ato instantes depois. Inclusive, narrou com detalhes como assassinou Jesus.

Antes de decapitar a vítima, diz o site, Miranda desferiu várias facadas. Ele não se lembra quantas, mas a necropsia encontrou 16 golpes pelo corpo. Entretanto, algumas facadas podem ter sido desferidas por outra pessoa, com quem Jesus se desentendeu anteriormente, horas antes de morrer.

Das várias facadas dadas por Miranda, uma atingiu o coração. Ao relatar os golpes, o autor disse que foi uma facada certeira no peito. Ele fez alusão à morte de um boi ou um porco, que quando alguém quer matar  ”tem que ir direto no coração, sem piedade”.

As investigações apontam que, depois do assassinato, Miranda deixou a cabeça da vítima na varanda da casa de um homem identificado como ”Lima”, que ele também teria procurado para assassinar. Como não encontrou, ele voltou para sua residência, dormiu e foi trabalhar normalmente durante a manhã. O autor foi preso quando chegava a uma conveniência da rua Gaspar Ries Coelho, onde compraria fumo.

Horas depois de prender Miranda, a polícia chegou até Lima, que estava escondido na zona rural de Coxim, e que já foi preso várias vezes por tráfico de drogas.

Fonte: Top Mídia News

Foto/vítima: Edição MS

Foto/autor: PC de Souza – Edição de Notícias