Confira a programação da CNPq na SBPC

Este ano, a reunião será na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, entre os dias 21 a 27 de julho de 2019.

Com o tema “Ciência e Inovação nas Fronteiras da Bioeconomia, da Diversidade e do Desenvolvimento Social” a reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) será aberta no próximo domingo, dia 21, na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), em Campo Grande (MS). A reunião da SBPC é realizada desde 1948, cada ano em um estado diferente, e é considerada o maior encontro cientifico da América Latina. Tradicionalmente, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) participa ativamente de várias atividades, entre elas, a entrega três importantes prêmios: Prêmio José Reis de Divulgação Científica, o Prêmio de Fotografia-Ciência & Arte e o Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica, além de estande e palestras.

O Prêmio José Reis será entregue na abertura do evento e o vencedor deste ano é o físico Marcelo Knobel, professor da UNICAMP e atual reitor da instituição. Os demais prêmios serão entregues em cerimônia na terça-feira, 23, às 9h45, no Anfiteatro da Faculdade de Direito da UFMS.

O CNPq estará presente, ainda, na Avenida da Ciência, com estande apresentando sobre ações de fomento à pesquisa para manejo e prevenção de incêndios florestais com o “Projeto Noleedi”, apoiado pelo CNPq em parceria com o IBAMA, por meio do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo). Além disso, haverá exposição fotográfica do Prêmio de Fotografia – Ciência & Arte, atividades para crianças, entre outras.

Na programação, uma série de palestras completam a participação do CNPq. Confira, ao final, a programação completa.

Projeto Noleedi

O projeto é uma das 25 propostas aprovadas na Chamada CNPq/Prevfogo-Ibama Nº 33/2018 – Pesquisas em ecologia, monitoramento e manejo integrado do fogo. Uma iniciativa da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), o projeto pesquisa os efeitos do fogo no Cerrado e Pantanal. Materiais utilizados em campo, amostras, instrumentos e produtos da Terra Indígena Kadiwéu, na qual o projeto atua, estão expostos para os visitantes conhecerem mais sobre a pesquisa. O projeto é executado na Terra Indígena Kadiwéu, uma área de cerca de 540 mil hectares no norte do município de Porto Murtinho (MS). O manejo dessas áreas, com o uso do fogo por comunidades tradicionais e indígenas, vem acontecendo por séculos e este conhecimento é bastante útil para definição de estratégias de gestão. O uso do fogo na época correta, como feito por povos indígenas, gera pouco impacto sobre a fauna e a flora. Nesse contexto, o projeto iniciou suas atividades em janeiro de 2019 e pretende gerar dados sobre efeitos do fogo ocorrendo em diferentes épocas na biota da região, conhecer o efeito do fogo sobre a reprodução de espécies da flora utilizadas pela comunidade indígena, entre outros objetivos.

No Campus da UFMS, contaremos, ainda, com o caminhão Ponto de Comando Móvel do Prevfogo-Ibama, aberto à visitação, com educadores ambientais do IBAMA mostrando como é feito o monitoramento dos incêndios florestais.

Livro Girinos

No estande, também será apresentado o livro Girinos comilões: conhecendo os girinos do Pantanal e do Chaco, dos pesquisadores Flávia Pereira Lima, Fausto Nomura, Denise de Cerqueira Rossa-Feres e Franco Leandro de Souza. Ele faz parte da Coleção Girinos do Brasil, que conta com seis livros voltados para crianças e adolescentes com informações sobre a diversidade dos girinos, ou seja, as larvas de sapos, rãs e pererecas. A coletânea é fruto de uma grande base de dados sobre girinos produzida no âmbito do projeto “Girinos de anuros da Mata Atlântica, da Amazônia, do Pantanal, do Cerrado e de Zonas de Transição: caracterização morfológica, distribuição espacial e padrões de diversidade” da rede de pesquisa Girinos do Brasil, coordenada pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) de São José do Rio Preto (SP) e que conta com o apoio do CNPq por meio do projeto SISBIOTA.

Prêmios do CNPq

Saiba mais sobre os prêmios e conheça os vencedores:

Prêmio José Reis de Divulgação Científica:  http://www.premiojosereis.cnpq.br/web/pjr/

Sobre o vencedor desta edição: http://www.cnpq.br/web/guest/noticiasviews/-/journal_content/56_INSTANCE_a6MO/10157/7229244

Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica:  http://www.destaqueict.cnpq.br/web/pdict/

Sobre os vencedores desta edição:  http://www.cnpq.br/web/guest/noticiasviews/-/journal_content/56_INSTANCE_a6MO/10157/7260316

Prêmio de Fotografia – Ciência & Arte:  http://www.premiojosereis.cnpq.br/web/pjr/

Sobre os vencedores desta edição:  http://www.cnpq.br/web/guest/noticiasviews/-/journal_content/56_INSTANCE_a6MO/10157/7229244

Confira a programação completa do CNPq:

21/07 (Domingo)

Abertura oficial da 71ª Reunião da SBPC e entrega do Prêmio José Reis de Divulgação Científica.

Horário: 18h | Local: Teatro Glauce Rocha/ UFMS

22/07 (Segunda-feira)

Abertura da Avenida da Ciência

Horário: 9h

No estande do CNPq, exposição fotográfica do Prêmio de Fotografia – Ciência & Arte, o ‘Projeto Noleedi”, realizado pela UFMS, em parceria com CNPq e Prevfogo/IBAMA. No Campus da UFMS, o Ponto de Comando Móvel do Prevfogo-Ibama, com educadores ambientais do IBAMA mostrando como é feito o monitoramento dos incêndios florestais.

Palestra Marco Legal da Ciência, Tecnologia e Inovação

Palestrante: Procurador do CNPq, Leopoldo Muraro.

Horário: 14h50 às 15h30 | Local: Auditório Cerrado

23/07 (Terça-feira)

Entrega do 16º Prêmio de Iniciação Científica e Tecnológica e do VIII Prêmio Fotografia – Ciência & Arte.

Horário: 9h45 às 10h30 | Local: Faculdade de Direito – Anfiteatro – bloco 3 – UFMS

Palestra Mecanismos de Fomento para CT&I do CNPq e os 20 Anos da Plataforma Lattes

Palestrante: Presidente do CNPq.

Horário: 10h30 às 12h30 | Local: Faculdade de Direito – Anfiteatro – bloco 3.

Encontro Jovens na Ciência

Participação do Presidente do CNPq, premiados do CNPq, além de projeto da Chamada de Apoio às Meninas nas Exatas, Engenharias e Computação

Horário: 15h40 às 16h20 | Local: Auditório Pantanal.

24/07 (Quarta-feira)

Efeitos do fogo na biota do Pantanal sul-matogrossense e sua interação com os diferentes regimes de inundação.

Palestrante: Prof. Danilo Ribeiro, coordenador do Projeto Noleedi e professor da UFMS

Horário: 15h40 às 16h20 | Local: Auditório Cerrado