Força Tática prende namorada de suspeito morto em confronto com o Bope em Anastácio

Patryne Evellyn Mendes Costa Nunes, 24 anos, foi presa por equipe da Força Tática, da Polícia Militar, na tarde desta terça-feira (30) na área central de Anastácio. Contra ela havia um mandado de prisão em aberto. Ela é namorada de Lucas Lira, morto em confronto com policiais do Bope, após tentar furtar, junto com comparsas, uma loja de móveis e eletrodomésticos no município.

De acordo com informações levantadas pelo JNE, a guarnição fazia rondas na Coronel Ponce, quando percebeu a atitude suspeita de Patryne que, ao ver a viatura demonstrou extremo nervosismo, perdendo até mesmo o senso de direção. Os militares então a abordaram e questionaram o motivo da reação e qual seria seu nome, mas a jovem deu o nome de “Vitória”.

Os policiais não se convenceram e a questionaram novamente, onde a suspeita disse seu verdadeiro nome. Checagem no sistema de segurança constatou que Patryne era foragida da Justiça, de acordo com mandado de prisão judicial expedido pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Dourados, pelo crime de furto.

A reportagem apurou que Patryne é namorada de Lucas Lira, morto em confronto com policiais do Bope, durante furto em uma loja de Anastácio no dia 13 de julho. Segundo fontes do JNE, a jovem também faz parte de uma quadrilha da qual o namorado também fazia parte, que comete grandes furtos em todo o Mato Grosso do Sul. No dia do crime em Anastácio, a suspeita não estava junto com os outros comparsas da quadrilha desarticulada Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da Polícia Militar, em conjunto com equipes policiais do 7°BPM.

Além da morte de Lucas, Pablo Ruan e Luiz Henrique foram presos hora após a operação por equipes policiais de Aquidauana e Anastácio. Já Patryne foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil de Anastácio, para providências cabíveis.

Lucas em declaração para Patryne em sua rede social