Dupla de golpistas mantinha “vida boa” com dinheiro tirado de idosos

Integrantes de quadrilha que atua em todo o Brasil, José Sales de Sousa, de 51 anos, e o comparsa, Janderson Ramos da Silva, de 35, mantinham padrão de vida alto com o dinheiro dos golpes que praticavam contra idosos que abordavam em agências bancárias. Conforme apontou investigação, José era dono de uma SW4 e teria dado R$ 80 mil de entrada na compra do carro de luxo. “Eles não tinham dó de gastar o dinheiro dos outros”, explicou o delegado Cláudio Zotto.