Referência na geração de empregos, MS pode abrir mais de 5 mil vagas temporárias de fim de ano

Com saldo positivo de geração de 19.170 empregos formais entre janeiro e setembro, Mato Grosso do Sul passou a ocupar o 2° lugar no ranking brasileiro no período, e pode gerar mais de 5 mil vagas temporárias para o fim do ano. Desse total, cerca de 40% das vagas devem se concentrar na Capital. A projeção é da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso do Sul (Fecomércio-MS).

A estimativa de abertura de vagas representa praticamente a mesma, na comparação com o ano passado, pois o cenário é de cautela, explica a economista da entidade Daniela Teixeira Dias. “O índice de confiança do empresário do comércio por exemplo, está maior que no início da instabilidade econômica, e maior que o ano passado. É o incremento superior a 10%, o índice de confiança do empresário. Novamente a intenção de consumo voltou a zona positiva. E diante desses aspectos, o índice de confiança do empresário tende a continuar melhorando. E isso pode repercutir na contratação de temporários”, detalha.

O Natal é a principal data para o comércio, e o pico de contratações temporárias no setor ocorre entre os meses de novembro e dezembro. Esse formato de contratação representa uma solução viável para as empresas suprirem a demanda, e uma oportunidade para os trabalhadores que além de adquirir experiência no mercado de trabalho, podem se destacar na atividade e conquistar uma vaga permanente.

Geração de empregos

Balanço de setembro divulgado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), coloca Mato Grosso do Sul com melhor desempenho dos últimos quatro anos na geração de emprego para o mês. O saldo acumulado indica que o Estado gerou 917 empregos com carteira assinada, acompanhando o crescimento nacional, que aponta geração de 157.213 postos de trabalho no mesmo período.

O titular da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, associa as contratações à expectativa do aumento das vendas no fim de ano. E cita ainda estimativa da Fecomércio-MS, que prevê a criação de 5 mil vagas nos próximos meses, para as contratações de fim de ano. “Claro que boa parte disso é temporário, mas já temos aí uma importante sinalização. Isso mostra a importância do dinamismo da atividade econômica na geração de emprego”, afirma Verruck.

Facilitadora

A Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul (Funtrab) atua como facilitadora tanto para o trabalhador que está em busca de uma vaga no mercado de trabalho, quanto para o empresário que busca o melhor candidato para o perfil de vaga ofertada.

Além de usufruir do banco de candidatos da Funtrab, os empresários que optam por oferecer as vagas por meio da instituição, contam com todos os serviços gratuitos de intermediação e seleção dos trabalhadores. Para cada vaga aberta, são selecionados três candidatos para que o empregador faça a seleção final, que pode ser realizada inclusive, em espaço especial disponível na Casa do Trabalhador.

A Funtrab mantém contato com as empresas para fazer o cadastro das vagas temporárias, porém, os empresários também podem procurar a Fundação para promover a oferta de emprego. O cadastro pode ser feito de três formas: via telefone (67) 3320-1414, através do e-mail [email protected] ou diretamente em uma das 31 unidades da Funtrab no Estado. Em Campo Grande, a fundação está situada na rua 13 de Maio, n° 2.773 Centro.

 

Mireli Obando, Subsecretaria de Comunicação de MS

Foto: Saul Schramm