‘Veloz e furioso’: homem saca arma em conveniência, acelera carro durante perseguição, mas é preso pela PM em Aquidauana

Perseguição mobilizou equipes de Aquidauana e Anastácio. Ação também resultou na prisão da mãe do fujão.

Reinaldo Dei Carpes Rocha, 38 anos - Reprodução

Reinaldo Dei Carpes Rocha, 38 anos, foi preso no fim da tarde deste sábado (09), em Aquidauana, após usar um revólver para fazer ameaça em uma conveniência, não respeitar ordem de parada da PM (Polícia Militar) e fugir de carro pelas ruas da cidade. A ação mobilizou integrantes do Getam (Grupamento Especializado Tático de Ações Motorizadas), Força Tática e Trânsito locais, além da Radiopatrulha de Anastácio.

De acordo com informações, a equipe do Getam apurou sobre a ameaça na conveniência e solicitou o apoio da Força Tática, pois Reinaldo havia saído em um veículo VW/Gol, de cor cinza, sentido Bairro Nova Aquidauana. Com base nas características do automóvel e do suspeito, que tem uma tatuagem no braço direito, as demais viaturas operacionais também se deslocaram para o trabalho de buscas.

A Força Tática encontrou o carro na estrada Boiadeira. O motorista, porém, não respeitou a ordem de parada, arrancou bruscamente e fugiu em alta velocidade, ingressando à esquerda, na Rua Castorina de Godoy, e, depois, à direita, na Rua Fernando Lucarelli Rodrigues, onde o condutor da viatura da Radiopatrulha de Anastácio, que dava apoio, precisou manobrar para evitar uma colisão que poderia ter consequências graves.

Após seguir em direção ao Bairro Trindade, onde continuou sendo acompanhado pela Radiopatrulha, o condutor do Gol virou na Rua 603, ignorou o sinal de parada obrigatória e colocou em risco a integridade física de crianças que brincavam de skate na via, além de outros condutores que trafegavam na região.

No entanto, a fuga chegou ao fim após Reinaldo retornar à Rua Fernando Lucarelli Rodrigues e ser interceptado pela Força Tática na Rua Cassimiro Brum, passando sobre a ponte do Córrego João Dias. Nas buscas dentro do carro, com placas de Nioaque, os policiais militares apreenderam três cápsulas de calibre 38, marca Federal Special, mas a arma de fogo não foi encontrada, o que indica que pode ter sido dispensada durante ou até antes da fuga. Como o condutor apresentava sinais de embriaguez – odor etílico, olhos vermelhos, dificuldade para se equilibrar e agressividade -, a equipe de Trânsito foi mobilizada para realizar o teste do bafômetro, que apontou 0,43 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões.

Depois, a PM entrou em contato com o homem que tinha sido ameaçado na conveniência, que reconheceu o condutor do Gol como o autor. A Radiopatrulha de Anastácio questionou a amásia de Reinaldo, que estava junto com ele no estabelecimento, e ela confirmou que o companheiro usou um revólver para fazer a ameaça, além de dizer que ele, após ter deixado a conveniência, havia seguido para a casa da mãe, Emiliana, no Bairro Nova Aquidauana.

Mulher também acaba presa

Emiliana franqueou a entrada dos policiais na residência, onde, na gaveta de um guarda-roupa, foi encontrada uma sacola de plástico na qual havia 61 cápsulas de calibre 38 de diversas marcas e quatro munições de calibre 22, marca AO. Diante da situação, ela também recebeu voz de prisão.

As diligências continuaram em Anastácio, no Bairro Tarumã, onde mora Reinaldo. Na casa dele, a PM apreendeu mais duas munições de calibre 22, marca AO, e duas cápsulas de calibre 38, marca SPL. O autor, então, foi apresentado na Delegacia de Polícia Civil de Aquidauana, no Bairro Cidade Nova, assim como a sua mãe. Já o veículo, removido para o pátio do Detran (Departamento de Trânsito) do município, no mesmo bairro.

O caso foi registrado como ameaça, desobediência, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, condução de veículo automotor em estado de embriaguez e participar de competição não autorizada (situação configurada durante a fuga).