Ford confirma desligamento de mais de 100 funcionários no interior de SP

A Ford confirmou nesta quinta-feira (21) o desligamento de 110 funcionários do Campo de Provas localizado em Tatuí (SP).

De acordo com a montadora, o objetivo é tornar a unidade viável economicamente e manter sua capacidade inovadora de desenvolvimento de produtos.

Ao G1, a empresa disse, em nota, que os desligamentos decorrem da subutilização da capacidade do complexo, que atualmente opera em 30%, bem como da característica cíclica do trabalho realizado na unidade.

Em setembro, a Ford anunciou que faria uma readequação em seu quadro de funcionários do Campo de Provas como parte do amplo processo de reestruturação organizacional feito pela montadora nos últimos meses. Com o anúncio, os funcionários da unidade entraram em greve. Na época, o presidente do sindicato dos metalúrgicos da cidade, Ronaldo da Mota, disse que 270 trabalhadores aderiram à paralisação porque não estaria sendo oferecido um pacote de benefícios para quem está sendo desligado, como houve em São Bernardo do Campo.

Segundo o sindicato, representantes da categoria tentam negociar propostas com a empresa, mas nenhuma foi aprovada. Uma audiência de conciliação foi marcada para quarta-feira (27).

Ainda em nota, a Ford lamentou o fato de que nenhuma proposta oferecida foi aprovada pelos trabalhadores e reafirmou que tem a intenção de manter as operações do Campo de Provas de Tatuí.