Testes com digitais confirmam que corpo esquartejado encontrado em tambor é de adolescente

Três pessoas foram presas suspeitas de estarem envolvidas na morte do menor

Adolescente foi morto e esquartejado - Divulgação

Após testes com impressões digitais, familiares tiveram a confirmação de que o corpo encontrado dentro de um tambor na manhã desta quinta-feira (5), em Ponta Porã, é do adolescente Alex Ziole Areco Aquino, 14 anos. Três pessoas, que não tiveram identificação divulgada, foram presas suspeitas de estarem envolvidas na morte do adolescente.

A Polícia Nacional do Paraguai através do Departamento de Investigações Criminais prendeu os suspeitos em uma residência do bairro São Geraldo, periferia de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, que faz fronteira com Ponta Porã. Segundo o chefe das investigações, Feliciano Martinez, na casa foram encontradas quatro pás, roupas e um facão. Tudo teria sido usado para esquartejar a vítima, depois enterrar.

Informações são de que com o início das investigações do desaparecimento do menino no Paraguai, os suspeitos teriam desenterrado o corpo, colocaram em um barril de plástico e depois levaram para o Rodoanel, em Ponta Porã.

Corpo foi encontrado em um tambor – Leo Veras

De acordo com a família, que é moradora de Pedro Juan, poucos dias atrás o menino teria se envolvido em uma briga no banheiro da escola onde estudava, mas a família desconhece quem estaria envolvido, já que não teve informações da unidade escolar.

A Polícia Civil de Ponta Porã também auxilia nas investigações da Polícia Nacional do Paraguai.

Fonte: Midiamax