Nando tem crise de fúria em hospital e chega a destruir forro de viatura da PM

Tido com pior serial killer já descoberto em Mato Grosso do Sul, acusado de pelo menos 16 assassinatos, Nando já foi condenado a mais de 130 anos de cadeia

Nando durante um dos julgamentos no Tribunal do Júri - Marcos Maluf/Campo Grande News

Conhecido como “Justiceiro do Bairro Danúbio Azul”, Luiz Alves Martins Filho, 52 anos, o Nando, teve mais uma crise de fúria, deu show no Hospital Universitário e destruiu o forro da viatura da Polícia Militar que fazia a escolta dele. Tido com pior serial killer já descoberto em Mato Grosso do Sul, acusado de pelo menos 16 assassinatos, Nando já foi condenado a mais de 130 anos de cadeia.

Conforme auto de prisão em flagrante, policiais responsáveis pela escolta de presos levaram Nando do IPCG (Instituto Penal de Campo Grande) ao Hospital Universitário para a troca de sonda, quando chegou ao local, o preso “surtou”, pegou uma cadeira que estava na recepção e arremessou contra a parede. Alterado, Nando ofendia as equipes verbalmente, o que impossibilitou fazer o procedimento médico. Devido a problema na bexiga, o preso faz tratamento na unidade.

Ele, então, foi contido pelos policiais e colocado novamente na viatura. Durante o trajeto para o presídio, Nando passou a chutar a grade de proteção e conseguiu arrancar o forro interno de revestimento da viatura. O preso foi levado para a Depac/Cepol e autuado por dano qualificado ao patrimônio público. Na delegacia, Nando não quis comentar sobre o episódio e recusou-se a assinar o procedimento policial.

O primeiro júri do Nando aconteceu no dia 29 de junho de 2017. Os julgamentos foram marcados por show de horrores. Diagnosticado como psicopata, Nando fez escândalo, gritou, se bateu, se estapeou, tudo para chamar a atenção dos jurados. O 12º e último julgamento dele deve ocorrer no mês que vem.

Fonte: Campo Grande News