Com espingarda do sogro, jovem mata esposa no interior de MS e acaba preso

Crime ocorreu neste domingo. Vítima tinha 17 anos.

Nicole foi morta com dois tiros, um deles na cabeça, disparados por Felipe - Reprodução

O estudante Felipe da Silva Gomes, 19 anos, matou a mulher, Nicole Teixeira Amorim, 17 anos, com a espingarda do pai dela. O sogro havia emprestado a arma para o rapaz caçar porcos na fazenda onde trabalhava. O crime aconteceu na casa onde o casal vivia com o filho de 2 meses, por volta das 6h deste domingo (19), na Rua Menotti Del Picchia, região do Bairro Primo Maffissoni, em São Gabriel do Oeste, distante 140 quilômetros de Campo Grande.

Segundo um dos policiais que atendeu a ocorrência, às 6h19 observou pelas câmeras externas de segurança um homem chutando a porta da frente da delegacia. Ao sair para verificar, não encontrou o suspeito. O investigador, então, acionou reforço da Polícia Militar. Ao chegar, a equipe localizou o rapaz aparentando estado de euforia dizendo que havia “matado sua esposa”. Felipe era acompanhado pelo pai dele que o orientava a se entregar às autoridades.

Demonstrando frieza, conforme o auto de prisão em flagrante, Felipe contou que havia atirado duas vezes contra Nicole após discussão por motivo de traição por parte dela. Afirmou também que não tinha perdão pelo o que tinha feito. Os dois estavam em processo de separação e o autor havia prometido a sair da casa de forma amigável. Ele relatou ainda que durante a discussão pegou a arma em cima do guarda-roupa e atirou na vítima.

Nicole ainda correu e acabou caindo na porta do banheiro. Como estava agonizando, segundo depoimento do rapaz, ele se aproximou e atirou na cabeça da vítima. Nicole foi socorrida pelo pai, mas já chegou morta ao Hospital Municipal. A arma calibre 22 utilizada no crime e vários projéteis foram apreendidos. A espingarda não tem registro.

Por ser recém-nascido, o filho do casal, foi levado pelo Conselho Tutelar a uma unidade de saúde. No terreno onde ocorreu o crime, há outra duas residências, um delas onde o pai da vítima mora. Felipe apresentava várias lesões pelo corpo. Ao ser indagado sobre a situação, contou que durante à noite consumiu cocaína e bebida alcoólica em um aniversário e, na volta para a casa havia caído de motocicleta.

Felipe foi preso em flagrante por feminicídio majorado se praticado durante a gestação ou três meses posteriores ao parto. Ele já tinha passagem pela polícia quando era adolescente por ato infracional equivalente a pertubação da tranquilidade, direção perigosa, incitação ao crime e roubo majorado. Ele também havia sido internado na Unei (Unidade Educacional de Internação) Novo Caminho.

Fonte: Campo Grande News