Criminosos liberados de presídio, promovem terror em Dois Irmãos do Buriti

Três homens que foram liberados do Presídio em Dois Irmãos do Buriti, na tarde desta quarta-feira, 25, promoveram um verdadeiro terror na cidade. Eberson Sanabria dos Santos, 29 anos e Devair de Arruda Lino, 22, foram flagrados tentando furtar uma moto na avenida principal, em frente a um mercado. Já Maxwell Oliveira e Salles Cyrino, 31, além de abordar um morador e tentar entrar em uma residência, ainda promoveu um verdadeiro show de horrores e quebra-quebra dentro do hospital da cidade, com direito a resistência e desacato aos policiais e servidores da Unidade Hospitalar.

De acordo com informações levantadas pelo JNE junto a testemunhas, tudo começou quando o trio saiu do presídio e seguiu a pé para a cidade. Começaram a perambular pelas ruas, abordando as pessoas e pedindo dinheiro, intimidando e tudo. Não contentes, Eberson e Devair tentaram furtar uma motocicleta, quando foram flagrados por um agente penitenciário que sabia que os haviam sido liberados do regime fechado. A Polícia Militar foi acionada e quando efetuava a prisão da dupla, recebeu outro chamado de um morador.

Ainda segundo populares, Maxwell abordou um jovem de 26 anos que estava chegando em sua residência, que conseguiu entrar, fechar o portão e acionar a PM, mas o criminoso tentava entrar, forçando o portão. Ele foi contido pelos militares.

Não para por aí não! Ao serem levados ao Hospital Cristo Rei para exame de corpo e delito e assim voltarem para o presídio, Maxwell resolveu dar um show de horrores no local. Servidores que pediram para não ser identificados, disseram que a resistência começou hora que os policiais tiraram ele de dentro da viatura, ele se recusava a descer, dizia que não ia entrar no local, xingava  policial feminina de nomes absurdos, que não vale a pena mencionar aqui, mas quando os militares chegaram com ele na porta, ele se debatendo deu uma cabeçada no vidro, voando estilhaços para todo o lado.

O bandido continuou a dar seu show, resistindo a contenção da equipe policial, xingava os policiais, os funcionários, sendo necessário ser imobilizado no chão. De acordo com testemunhas, Eberson e Devair não demonstraram resistência. Maxwell mesmo tomando duas injeções, não “acalmou os ânimos”. Após os exames, ele foi levado para a Delegacia da cidade, já que promoveu um verdadeiro quebra-quebra no hospital.

Os três que ficaram em liberdade por aproximadamente 1 hora, retornaram ao regime fechado no presídio em Dois Irmãos do Buriti.

Maxwell deu todo o tipo de trabalho que você pode imaginar