O ex-marido da estudante Maria Graziele Elias de Souza, de 21 anos, encontrada morta no último domingo (19) à beira da rodovia BR-262, confessou ter assassinado a jovem por ciúmes.

O criminoso, identificado como Lucas, foi preso neste sábado (25) no Centro da cidade e levado para à DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídios).

Em depoimento ele admitiu ter matado a jovem com um golpe “mata leão”. Neste momento, investigadores da Polícia Civil cumprem um mandado de busca e apreensão em sua residência na Rua Mitsuyo Aratani, no Parque do Lageado.

O local foi o último lugar que a estudante de estética esteve antes de desaparecer, no dia 14. Os policiais tiveram que arrombar o portão para conseguirem entrar no imóvel. Eles também irão na casa da mãe do feminicida.

Responsável pela investigação, o delegado Carlos Delano acompanha as buscas e deve dar mais detalhes sobre o caso ao final das diligências.

Frieza

Maria Graziele foi vista pela última vez no dia 14 de abril, depois de sair do trabalho, no período da tarde. Na terça-feira (14) ela foi até a casa do ex-marido e desde então não foi mais vista.  Frio, Lucas acompanhou a mãe da vítima na delegacia para registrar o desaparecimento.

Ainda conforme apurado pela reportagem, a policia já sabia do envolvimento de Lucas no crime, no entanto, não levantou a suspeita para evitar que ele tentasse fugir. Lucas e Maria Graziele viveram juntos por oito anos. Ele ainda esteve no velório da jovem que ocorreu neste sábado (25) no cemitério do Cruzeiro.

Com o rosto desfigurado o corpo da jovem foi encontrado por acaso jogado no mato, às margens da BR-262, por um motorista que ficou sem combustível e parou para buscar sombra perto do lugar.

Fonte: Campo Grande News