Depois de agredirem enfermeiros, manifestantes a favor de Jair Bolsonaro ameaçaram e expulsaram jornalistas que cobriam o ato na rampa do Palácio do Planalto realizado neste domingo (3).

De acordo com a Folha de São Paulo, enquanto o presidente acenava para apoiadores o grupo passou xingar o repórter fotográfico Dida Sampaio, trabalhador de O Estado de S. Paulo, que registrava o momento.

O grupo cercou o fotógrafo e o derrubou por duas vezes. Ele também foi  chutado pelas costas, além de tomar um soco no estômago. Além dele, o motorista do jornal, Marcos Pereira, também foi agredido, segundo a Folha.

O jornal informou que outros repórteres e profissionais de imprensa também foram empurrados e ofendidos verbalmente. Ao mesmo tempo, Bolsonaro foi alertado, segundo imagens transmitidas pela live de sua rede social, da confusão envolvendo jornalistas.

Fonte: TopMídiaNews

Foto: Ueslei Marcelino/Reuters