Região sudoeste do Estado terá cinco leitos de UTI para combate à Covid-19

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES) vai implantar cinco leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) na região Sudoeste do Estado para atender pacientes da Covid-19 que venham a necessitar de respiradores pulmonares. A medida vai beneficiar os moradores dos municípios de Bela Vista, Bonito, Caracol, Guia Lopes, Jardim e Porto Murtinho. Pelos entendimentos que vem sendo mantidos, a nova estrutura deve ser instalada em Jardim, que é sede da microrregião.

Segundo o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, a estratégia é dotar todas as microrregiões do Estado de estrutura de combate à Covid-19. Ao todo, são onze, sendo que dez já instalaram UTI’s. O custeio dos leitos é feito por meio de parceria entre o governo estadual e o Ministério da Saúde, no qual o governo federal repassa R$ 1,6 mil/dia por leito implantado e o Estado complementa no que for necessário.

A habilitação dos leitos de UTI junto ao Ministério da Saúde é encaminhada pela Secretaria Estadual de Saúde, sendo no mínimo cinco por unidade hospitalar, após entendimento feito na CIB  (Comissão Intergestores Bipartite), que reúne a equipe técnica da SES e todos os 79 os secretários municipais de Saúde do Estado. Com isso, o Município beneficiado recebe um valor, por cinco UTI’s, de R$ 240 mil mensais. Inicialmente, o Ministério da Saúde assumiu o compromisso de fazer o custeio por três meses, o que perfaz um montante de R$ 720 mil. Há possibilidade de prorrogação dos convênios por mais três meses.

“O Ministério da Saúde paga adiantado o valor do custeio por três meses para o Município instalar os leitos de UTI. Da parte do Estado, fazemos complementação caso o valor da média nacional, que é R$ 1,6 mil/dia,  seja ultrapassado. Também ajudamos financeiramente na compra ou locação dos leitos. É assim que estamos fazendo em todos os municípios que estão implantando UTI’s para o combate ao coronavírus”, explica o secretário Geraldo Resende.

A necessidade de implantação de leitos de UTI no Sudoeste do Estado ficou mais evidente a partir da explosão do número de casos de Covid-19. Dos sete municípios com maior incidência da doença em Mato Grosso do Sul, três encontram-se nesta região. Guia Lopes da Laguna, com 188 pessoas infectadas, atingiu o índice 1.061,1 por 100.000 habitantes; Jardim, com 22, alcançou o índice de 84,3; e Bonito com 17 doentes, está com o índice 77,4, segundo dados do boletim epidemiológico da SES até as 10  horas desta quarta-feira (19.05)

“Legado”

Na avaliação do secretário Geraldo Resende, a implantação de leitos de UTI nas onze microrregiões do Estado será um dos “legados” da Covid-19 para Mato Grosso do Sul. Segundo ele, quando a pandemia acabar, essas estruturas serão mantidas para garantir assistência hospitalar de média e alta complexidade para moradores de todas as regiões de Mato Grosso do Sul.

“Quando tudo isso passar, vamos discutir com os prefeitos e secretários municipais de saúde dos municípios impactados, a manutenção desses leitos de UTI. Vamos trabalhar na construção de parcerias para o custeio, envolvendo o Ministério da Saúde e Governo do Estado, na lógica da regionalização da saúde, que é um dos compromissos do governador Reinaldo Azambuja”, explica Geraldo Resende.

Equipamentos

Na terça-feira (19.05) a Secretaria de Estado de Saúde fez a entrega de mais EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual) para municípios do Sudoeste. Bonito recebeu cinco galões de álcool gel de cinco litro, cada; duas mil máscaras com elástico; mil toucas; mil luvas descartáveis tamanho PP; mil luvas descartáveis tamanho P; mil luvas descartáveis tamanho M; 200 máscaras N95; e 500 aventais descartáveis.

Jardim recebeu, nessa leva, 150 macacões impermeáveis; 300 aventais hospitalares tamanho G; cinco mil máscaras triplas; 50 unidades de álcool gel/5 litros; 100 proteções faciais; quinze caixas de luvas descartáveis P;  quinze caixas de luvas descartáveis; e 100 máscaras PFF2.

Para Guia Lopes foram entregues 840 aventais descartáveis; duas mil máscaras triplas; duas mil toucas; duas mil luvas descartáveis tamanho P; duas mil luvas descartáveis tamanho M; 300 aventais hospitalares tamanho G; 300 aventais hospitalares tamanho G; e 100 máscaras PFF2.