Sindicato, alunos e remanescentes buscam apoio para nomeação e instituição da Polícia

Em Mato Grosso do Sul, centenas de alunos e remanescentes do concurso da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) estão realizando manifestações pacíficas em vários municípios solicitando um posicionamento sobre as nomeações dos aprovados no último concurso e pedindo a abertura de um novo curso de formação.
Na manhã desta terça-feira, 14, o prefeito Odilon Ribeiro recebeu a visita no gabinete dos alunos e remanescentes de Aquidauana e Anastácio, acompanhados do presidente da OAB/Subseção de Aquidauana, Vinícius Britto, dos vereadores Cláudio Alviço e Gabriel Silvério e do presidente André Luiz Santiado, do Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária de Mato Grosso do Sul (SINSAP/MS).
Na pauta da reunião, os alunos e remanescentes e o sindicato solicitaram o apoio da Administração Municipal e da OAB/Subseção de Aquidauana para reforçar o pedido ao Governo do Estado de MS sobre cronograma das nomeações dos aprovados e do novo curso de formação.  De Aquidauana, são 48 pessoas, entre alunos e remanescentes, aguardando esse cronograma do governo.
Além disso, a comissão também solicitou apoio de Aquidauana na campanha em prol da regulamentação da Agepen/MS como Polícia Penal. Essa é uma reivindicação antiga dos servidores penitenciários e, que, inclusive, em vários estados brasileiros eles já foram elevados ao status de polícia penal.
Atualmente tramita na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, o Projeto de Emenda Constitucional (PEC 8/2019) que traz alterações na Constituição do Estado para criar a Polícia Penal de Mato Grosso do Sul.

Fonte: AGECOM