Para atender a demanda atual dos CFC’s (Centros de Formação de Condutores), o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) credenciou seis empresas especializadas em aulas remotas, que devem começar a atuar nas próximas semanas, enquanto durar a emergência de saúde pública decorrente a pandemia da Covid-19. Em maio deste ano, o órgão saiu na frente e publicou Portaria que regulamenta esses credenciamentos, após deliberação 189/20 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito).

Conforme publicação feita no Diário Oficial do Estado de 30 de junho deste ano, as empresas credenciadas foram a ICE, Infosae, CFC System, Procondutor, Criar e Drivin;

A diretora da Educação do Detran-MS, Elijane Coelho, comenta que até o momento, cerca de dezesseis CFC’s (Centro de Formação de Condutores) informaram ao órgão que irão aderir a nova modalidade de ensino. “Não é obrigatório, nem a empresa oferecer o ensino remoto, nem o aluno optar por estudar nessa modalidade, entretanto, em qualquer tempo, antes de iniciar o sistema de ensino remoto, o CFC deve informar ao órgão o interesse e a empresa contratada para que possamos efetuar a integração dos sistemas”, conclui.

Para o diretor-presidente do Departamento, Rudel Trindade, a possibilidade de realizar o curso à distância é um avanço tecnológico que já se mostrava importante antes da pandemia e que o intuito é que seja definitiva em Mato Grosso do Sul. “Por isso elaboramos a portaria com os ajustes que consideramos necessárias para que isso seja possível, e enviamos manifestação ao Denatran solicitando a permanência da modalidade, com os ajustes necessários, visando sempre a boa formação do condutor”.

As credencias para fornecer as plataformas estão em fase final de integração dos seus sistemas com os do Detran-MS para validação das aulas através de verificação biométrica facial. Os CFC’s que irão aderir ao sistema de aulas remotas, devem enviar o nome da empresa contratada através do e-mail [email protected]