Ilustrativa

O Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS), referência no tratamento da Covid-19, recebeu um recém-nascido no último dia 21 de julho regulado do Hospital Universitário, com fortes suspeitas de Covid-19 e que obteve a cura da doença. Segundo relatos da mãe, o bebê teve contato domiciliar com parentes e amigos com sintomas gripais. A criança, em seguida, teve febre alta e obstrução nasal, o que a levou a procurar o hospital. Com isso, foi admitida no HRMS no dia 21 de julho e fez o teste no mesmo dia.

No dia 24 saiu o resultado positivo para a Covid-19. Desde então, a criança, que hoje tem 1 mês e quatro dias de vida, esteve internada no CTI por 14 dias, considerando que deu entrada no dia 23 no CTI Pediátrico com insuficiência respiratória grave. Na última quarta-feira (05.08), o pediatra Toufic Baruki Neto deu alta do CTI à criança, que já se encontra na enfermaria pediátrica acompanhada pela mãe.

“Ela (a criança) respondeu muito bem ao protocolo médico dado as infecções e inflamações ocasionadas em decorrência da Covid-19, mas nos primeiros dias nos deixou bem preocupados”, relata a médica pediatra e neonatologista do HRMS, Tatiana dos Santos Russi, que ressaltou a vontade da criança de sobreviver e os esforços da equipe multidisciplinar do CTI Pediátrico.

Para a diretora-presidente do Hospital Regional de MS, Rosana Leite de Melo, é um alento em meio à pandemia o renascimento de uma criança que, com menos de um mês de vida, se vê doente por uma patologia traiçoeira e totalmente nova para a medicina. O boletim médico do HRMS, referente ao dia 05, mostra que haviam três crianças com fortes suspeitas de covid-19 e duas internadas com o novo coronavírus, o que reforça o apelo: “Fiquem em casa, protejam seus filhos e sua família”.

A criança vai seguir todo o protocolo e vai manter o isolamento por mais sete dias. A mãe foi orientada a manter atualizada a carteirinha de vacinação da criança.