Avó denuncia estupro de vulnerável em Aldeia de Aquidauana e caso vai parar na polícia

Revoltada, uma avó denunciou nas redes sociais e à polícia um abuso sexual sofrido por sua neta pelo motorista de uma van que faz o transporte de indígenas da Aldeia Ipegue, em Aquidauana.

A mulher, divulgou nesta segunda-feira, 14, os prints da conversa que sua filha teve com o suspeito, onde ele até oferece dinheiro para não ser denunciado. O homem também sugere que “encostou” na menina hora que foi mostrar um banner.

Segundo o site de notícias Midiamax, o caso aconteceu no último domingo (13), quando a menina foi até a residência do homem, que seria conhecido da família, para buscar uma garrafa de água que a avó havia esquecido dentro da van depois de uma viagem no dia 11 de setembro.

A menina demorou para voltar e preocupada a avó da menina mandou mensagens para a mãe perguntando se a neta havia chegado. Logo depois, a criança chegou  assustada afirmando que não voltaria mais na casa do suspeito, já que ele teria passado as mãos nas suas partes íntimas e cheirado seu pescoço. Ao saber disso, a mãe, revoltada, mandou mensagens para o autor questionando o que ele havia feito com sua filha.

Ainda segundo o Midiamax, o homem foi levado para a Delegacia, onde foi autuado por estupro de vulnerável.

Em seu desabafo no Facebook, a avó disse não imaginar que um caso de estupro de vulnerável fosse acontecer dentro de sua família e o fato do homem ter sugerido que fosse culpa da criança. “Como um monstro como esse pode dizer que ela tem decote? Uma criança de camiseta grande sem peito, ter decote? Isso é revoltante,nojento! Vai saber se a minha neta não foi mais uma vítima? E não a única?  Esse homem, esse que tinha um emprego na Sesai, motorista de um carro de saúde indígena tem uma mente doente. Um pedófilo que mexeu com a criança errada”.

*Com informações do Midiamax