Notificada pela segunda vez em um mês, autoescola, localizada na rua 13 de Maio, na região central de Campo Grande, teve a contratação de novos alunos suspensas na noite desta sexta-feira, pelo Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor). Irregularidades, como propaganda enganosa, precificação imprecisa e demora na prestação no serviço, estão entre as denunciadas pelos consumidores.

O Centro de Formação de Condutores foi autuado há cerca de  15 dias, mesmo assim, várias denúncias continuaram chegando ao Procon, relativas à falta de transparência com relação aos clientes; demora na prestação de serviços previamente pagos e acordados; vantagem manifestamente excessiva além de precificação imprecisa e publicidade enganosa, o que já tinha sido constatado na primeira autuação.

Visando evitar que mais pessoas sejam lesadas pelo CFC, a equipe de fiscalização voltou ao local e flagrou a manutenção de práticas irregulares. Por isso, não houve outra maneira de coibir, que não fosse a suspensão das atividades e abertura de novos contratos, sejam eles para obtenção de quaisquer categorias de CNH (Carteira Nacional de Habilitação), afirmou o Procon-MS.

O estabelecimento, cuja razão social consta como Taveira Centro de Formação de Condutores, por incapacidade de fornecer os serviços, esta, portanto, impedido de formalizar contratos com novos alunos até que apresentem toda documentação que possa demonstrar o cumprimento das exigências.

Além de fiscais do Procon, participaram da operação policiais da Decon (Delegacia do Consumidor).

 

(Fonte: Campo Grande News)