As primeiras análises médicas indicam que a mulher, de 35 anos, vítima de tentativa de feminicídio na cidade de Costa Rica, a 305 quilômetros da Capital, foi ferida com pelo menos 15 facadas, na noite de terça-feira (6). Na delegacia, o suspeito do crime permaneceu em silêncio, sem dar detalhes sobre possíveis motivações.

De acordo com o delegado Caique Ducatti, que investiga o caso, devido aos ferimentos, a vítima precisou passar por cirurgia, na madrugada de hoje (7), por isso, ainda não foi ouvida.

Esta manhã, a faca usada pelo suspeito, de 33 anos, foi encontrada pela polícia no telhado da residência, localizada na Vila Santana. A faca apresentava manchas de sangue e foi apreendida.

Como o marido da vítima preferiu ficar em silêncio, mesmo diante a presença do advogado, a polícia aguarda melhora no quadro médico da vítima para colher depoimento. O flagrante foi encaminhado ao Fórum da cidade e o suspeito deve passar por audiência de custódia, nesta quinta-feira (8).

Ainda segundo Ducatti, o autor já foi preso outras vezes por crimes de lesão corporal, ameaça e descumprimento de medidas protetivas contra a mesma vítima. Porém, no ano passado, a mulher pediu a revogação das medidas protetivas.

O caso – A vítima foi ferida pelo marido a facadas, em frente ao filho do casal, menor de 2 anos. A tentativa de feminicídio aconteceu por volta das 21h30.

Conforme o site MS Todo Dia, a Polícia Militar foi acionada e, quando chegou ao local, a mulher estava caída ao chão com perfurações no tórax, abdômen e pescoço. Ela foi atendida e socorrida por uma equipe do Corpo de Bombeiros e internada na Fundação Hospitalar da cidade.

Fonte: Campo Grande News