Computadores recuperados pela Polícia Civil. (Foto: Polícia Civil)

A Polícia Civil recuperou mais 10 notebooks, dos 36 que foram furtados de uma universidade em Corumbá. Outros 21 computadores já haviam sido recuperados anteriormente. A nova leva de notebooks foi recuperada durante operação realizada entre sexta-feira (1º) e esta segunda (04), pela 1ª Delegacia de Corumbá.

Em média, os notebooks furtados foram revendidos por R$ 400,00 e R$ 800,00, valores bem abaixo do mercado, mas que renderam aproximadamente R$ 80 mil para os assaltantes. Quatro envolvidos – de 31, 25, 41 e 30 anos – foram identificados.

As investigações começaram após o diretor da faculdade, localizada no Centro da cidade, levar até a delegacia, imagens do furto. O furto ocorreu em 31 de julho, porém, o registro da ocorrência foi feito só no dia 24 de agosto. A informação inicial era de que um funcionário da Universidade, de 31 anos, teria furtado os computadores portáteis e vendido a um agiota, pela quantia de R$ 12 mil.

O agiota por sua vez vendeu alguns dos aparelhos para um outro receptador, de 30 anos, que também teria vendido alguns dos objetos para terceiros. Diante desse cenário, os investigadores tiveram que cruzar informações até conseguirem chegar às pessoas que tinham comprado os objetos furtados. Em um primeiro momento os policiais conseguiram recuperar 21 aparelhos e agora mais 10, no entanto, ainda faltam 5.

Os compradores que conseguiram comprovar que não tinham conhecimento de que os objetos eram produtos de origem ilícita, responderão pelo crime de receptação culposa. Já o funcionário que furtou os equipamentos foi indiciado pelo furto qualificado com abuso de confiança e os outros dois homens que compraram os computadores primeiro, responderão por receptação dolosa.

A Polícia Civil orienta que quem estiver de posse de algum dos notebooks furtados, deve apresentar o objeto o mais rápido possível, na 1ª Delegacia de Polícia Civil de Corumbá e prestar os devidos esclarecimentos. O telefone de contato da delegacia para denúncias é: (67) 3234-7100.

Fonte: Campo Grande News