(Henrique Arakaki, Midiamax)

Um homem morreu ao ser ferido a tiros, na manhã desta terça-feira (23), em Campo Grande, no Residencial União, após atirar facas contra os policiais chamados para a ocorrência. Ele foi identificado como Marcelo de Andrea Nahabedian de 47 anos. O caso foi registrado como dano, resistência, desobediência, desacato, injuria real e lesão corporal decorrente de oposição a intervenção policial.

O homem chegou a ser socorrido pelos militares após ser ferido a tiros, mas não resistiu e morreu, após ser baleado na manhã desta terça (23) após ameaçar moradores com facas. Ele seria paciente psiquiátrico e teria saído armado com três facas nas mãos ameaçando populares. A polícia foi acionada e, quando os militares chegaram, o homem atirou facas contra eles, que revidaram com tiros.

O homem acabou atingido pelos disparos e socorrido pelos policiais até uma unidade de saúde. Policiais do Batalhão de Choque também foram acionados para o local. O homem já teria histórico de manter os pais reféns em outra ocasião. Um dos moradores ainda revelou que o homem já teria sido baleado outra vez após agredir o pai, que seria um militar do Exército.

Outra moradora contou que o pai do homem estaria ‘morando’ em um hotel após os surtos do filho, que em uma das ocasiões saiu correndo atrás de crianças que brincavam na rua. Ele teria passagens por tráfico de drogas. Policiais da 6º Delegacia de Polícia Civil estiveram no local.