Foto: Chico Ribeiro

Antes abandonada, a Casa Pantanal, localizada no Parque das Nações Indígenas, vai passar por uma reforma e se transformar no Espaço Sanesul. A ordem de serviço foi assinada nesta quinta-feira (2) pelo governador Reinaldo Azambuja, que também entregou 87 pick-ups, 57 motos e sete caminhões para a estatal. As entregas foram realizadas um dia após o governador Reinaldo Azambuja acabar com tarifa mínima e reduzir cobrança de água para os consumidores da empresa. 

Aberto à comunidade, o “Espaço da Sanesul” foi cedido à empresa por 30 anos e terá atendimento ao público, um museu para contar a história da Sanesul, uma sala do Estado Carbono Neutro, biblioteca, auditório, sala de oficina e cafeteria, entre outros espaços. “É importante poder revitalizar, restaurar, melhorar aqui. Junto com isso, temos um grande dia de entregas. Serão R$ 11 milhões de equipamentos, de caminhões, de veículos, de motos, estruturar melhor a empresa. Ontem, anunciamos a redução da tarifa de água, redução da tarifa de esgoto, muito investimento da PPP, mas também muito investimento em captação, reservação, distribuição, diminuição de perdas. Então, é todo um trabalho ambiental, melhorias da qualidade do saneamento em Mato Grosso do Sul, buscando a universalização, que é o critério da PPP, e, além de universalizar, melhorar a qualidade do atendimento, não ter racionamento, não ter falta d’água nos municípios e, principalmente, olhando para esse espaço, restaurar este espaço que é um patrimônio de Mato Grosso do Sul”, explicou o governador Reinaldo Azambuja.

O diretor-presidente da estatal, Walter Carneiro Junior, afirmou que o Espaço Pantanal será um lugar de convivência e consciência ambiental e que pick-ups, motos e caminhões irão substituir veículos antigos, que geravam grande custo de manutenção. “Este ato resgata aqui, no Parque das Nações Indígenas, a revitalização de um prédio que, daqui pra frente, será um ponto de referência para quem utiliza esse parque. Nós queremos promover aqui as visitações para conhecer o nosso museu físico. Vamos ter um museu tecnológico que irá passar ações do Estado, da Sanesul e da Semagro de preservação sócio-ambiental. Teremos um espaço para exposição de artistas locais, um anfiteatro e uma sala de múltiplo uso para capacitar nossos profissionais, para dar treinamento, e uma cafeteria para fazer a integração das nossas ações. Estando pronta, a nossa gerência de operações vem para cá. E teremos uma sala permanente da administração do Carbono Neutro, que é um programa do Estado que é revolucionário”, disse. Somente com a restauração da antiga Casa Pantanal, a Sanesul investirá R$ 830 mil de recursos próprios.

Já os novos veículos representam um investimento de R$ 10,1 milhões e serão distribuídos entre as 10 regionais da Sanesul – que opera em 68 municípios. Com esses automóveis, o Governo do Estado espera aperfeiçoar a qualidade dos serviços prestados nas 128 localidades atendidas pela empresa. Durante a cerimônia, o secretário de Estado de Infraestrutura, Eduardo Riedel, destacou as conquistas da Sanesul nos últimos anos, em especial à PPP de esgotamento sanitário, que irá universalizar o serviço em 10 anos.

“O orgulho é poder enxergar em um horizonte próximo a universalização do esgotamento sanitário. Ser o primeiro estado do Brasil que vai entregar esse serviço para 100% da nossa população não é pouca coisa. Vocês devem bater no peito, principalmente a família Sanesul, e se orgulhar disso porque esse projeto foi construído por muitas mãos, com muito carinho, muita dedicação, muito planejamento e atraiu o mercado, atraiu interesse, investidores que acreditaram na Sanesul e em Mato Grosso do Sul. E essa reforma desta casa, que é um espaço das águas, do meio ambiente, do desenvolvimento sustentável, dentro do símbolo do nosso Estado de cultura, de esporte e lazer e meio ambiente, o Parque das Nações Indígenas, marca o presente da Sanesul e dá os rumos para o futuro do nosso Estado”, disse Riedel.

Também participaram das entregas os secretário Sérgio de Paula (Casa Civil), Jaime Verruck (Semagro), João Cesar Matto Grosso (Cidadania e Cultura) e Geraldo Resende (Saúde); o deputado estadual Barbosinha; o ex-deputado Walter Carneiro (pai do diretor-presidente da Sanesul); os diretores-presidentes da Agems e da MSGÁS, respectivamente, Carlos Alberto de Assis e Rui Pires do Santos; e prefeitos, entre outras autoridades.

Fonte: Governo de MS