Rafael quando foi preso, em 2017. (Foto: Arquivo / Campo Grande News)

Acusado por série de estupros em Campo Grande, Rafael de Sousa Leite, de 31 anos, foi condenado a pena de 11 anos de prisão. A sentença foi proferida no último dia 3 de março, pela juiza May Melke Amaral Penteado. Rafael foi preso em fevereiro de 2017, pela equipe da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).

Ele já era investigado por vários crimes de estupro. Em um dos casos, em setembro de 2015, após tentar estuprar uma mulher que caminhava pela rua, foi agredido pela vítima, que conseguiu se desvencilhar. Na época, ele fugiu levando a bolsa da vítima.

Quando preso, contou para a polícia que fez sua primeira vítima no Bairro Portal Caiobá. Na ocasião, ele roubou o celular de uma mulher e a arrastou para um campo, onde a forçou a fazer sexo oral nele. Depois disso, não parou mais, conforme ele mesmo relatou.

Rafael alegou que agia de seis em seis meses no começo, mas com o passar do tempo, o intervalo de crimes diminuiu, sendo que se recordava de ter estuprado 11 mulheres nos bairros Los Angeles, Caiobá, Aero Rancho, Tarumã e Centro Oeste.

Rafael Souza justificou os crimes alegando que quando usava drogas acontecia “coisa maligna” e que ficava possuído. Disse que estava arrependido e envergonhado dos crimes, mas se fosse solto, voltaria a cometê-los. Mesmo confessando inicialmente, em juízo, Rafael negou a autoria.

No entanto, as provas eram irrefutáveis, conforme a juíza. “Pois bem, muito embora tenha o réu negado a autoria do delito descrito na denúncia, ao ser ouvido em Juízo, tenho que os elementos de prova, somados e concatenados, geram convicção plena da ocorrência dos crimes de estupro e roubo, isso diante dos depoimentos da vítima e testemunhas policiais inquiridas em Juízo, as quais salientaram ter o acusado praticado diversos delitos mediante o mesmo modus operandi.”

Rafael foi condenado a 11 anos de prisão, em regime fechado.

Fonte: Campo Grande News