Caso foi registrado na Depac Centro e será apurado - Arquivo/Campo Grande News

Um jovem de 19 anos acabou ‘entrando numa fria’ após se cadastrar em uma rede de vendas online. A oportunidade de trabalho veio toda floreada de benefícios, como a flexibilidade de tempo e atividade remota, mas para isso foi preciso desembolsar cerca de R$ 9 mil, quantia que acabou indo parar no bolso de estelionatários.

De acordo com os relatos do boletim policial feito pela vítima, o menino recebeu um link com esse endereço (https://www.superganhos.com/#/pages/login/registry?authinvitation_code=AAAAAA), do representante da empresa na qual teria que colocar todos os seus dados. Feito isso, o orientou a conversar com uma pessoa responsável pelas atividades que seriam desenvolvidas.

O jovem conta que o funcionário fez uma série de recomendações do que teria de ser realizado, sendo uma delas, a compra de alguns produtos para venda, na qual ele ganharia comissões. Assim, várias compras foram feitas, mas depois o autor parou de pagar as comissões e os preços dos produtos que ele tinha de comprar foram aumentando.

Entre uma mercadoria e outra, ele chegou a fazer cerca de 14 transações, valor contabilizado em mais de R$ 9 mil. Após perceber que se tratava de um golpe, ele procurou a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), onde o crime foi registrado como estelionatário.

Conforme já noticiado, inúmeras pessoas têm recebido mensagens com ofertas de empregos flexíveis e bem remunerados, com propostas encantadoras de um trabalho feito em casa, sem veículo com empresas físicas. Na maioria das vezes, os criminosos se identificam como autoridades em grandes empresas, mas tudo não passa de um golpe antigo. (*Com informações do Campo Grande News)