Nova onda de frio deve baixar os termômetros novamente em Mato Grosso do Sul - Marcelo Camargo/Agência Brasil

A frente fria que derrubou as temperaturas no último fim de semana mal foi embora e uma nova onda deve baixar os termômetros novamente em Mato Grosso do Sul, com previsão de mínimas de 7°C. A previsão é que chuvas intensas, inclusive, com queda de granizo, deve deixar as temperaturas baixas novamente no estado.

De acordo com o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), a previsão é que entre a noite desta quinta-feira (16) e a madrugada de sexta-feira (17), há possibilidade de a nova frente fria trazer chuvas intensas acompanhadas de raios devido ao deslocamento de cavados, aliado ao fluxo de ar quente e úmido vindo da Amazônia, principalmente nas regiões sul-fronteira, cone-sul, sudoeste de MS.

Neste período, são esperadas temperaturas mínimas de 7°C para cidades do Sul de MS, como me Ponta Porã, Sete Quedas e Amambai. Em Campo Grande, a frente fria deve causar mínimas que podem chegar a 12°C no sábado (18). No domingo (19), as temperaturas podem começar a se elevar novamente.

Frente fria e chuvas intensas

Conforme o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), 32 cidades estão com alerta de chuvas intensas entre quinta a sexta-feira com a frente fria. Confira:

Amambai, Antônio João, Aral Moreira, Bela Vista, Bodoquena, Bonito, Caarapó, Caracol, Coronel Sapucaia, Corumbá, Dourados, Eldorado, Fátima do Sul, Guia Lopes da Laguna, Iguatemi, Itaporã, Itaquiraí, Japorã, Jardim, Jateí, Juti, Laguna Carapã. Maracaju, Mundo Novo, Naviraí, Nioaque, Paranhos, Ponta Porã, Porto Murtinho, Sete Quedas, Tacuru e Vicentina.

A orientação do Inmet é que em caso de rajadas de vento, os moradores não devem se abrigar debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas e não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda.

Além disso, é orientado a evitar usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada. Em caso de emergência, acionar a Defesa Civil no 199 ou o Corpo de Bombeiros no 193. (*Com informações do Mídia Max)