Avião com quase meia tonelada de cocaína cai em plantação de soja em Mato Grosso

As Polícias Militar e Civil do município de Vale do São Domingos e Pontes de Lacerda, em Mato Grosso prenderam em flagrante de tráfico o aviador Jácome Tavares Vieira (57), que atuava como copiloto da aeronave Sertanejo prefixo PT-EOO, carregado com 442,2 quilos de cocaína, que nesta quarta-feira acabou caindo após tentar decolar de uma estrada de lavoura em Mato Grosso onde foi feito reabastecimento da aeronave. Jácome afirmou ter decolado com a droga de Bela Vista, em Mato Grosso do Sul rumo a Mato Grosso, mas a polícia duvida dessa versão.

O acidente ocorreu em meio a lavoura de soja da Fazenda São Paulo, no município de Vale do São Domingos. O avião está registrado em nome de um advogado em Cuiabá, que foi ouvido pela polícia na Capital de Mato Grosso onde apresentou documentação sobre a compra e venda da aeronave que ainda não havia sido transferida. O comprador, morador em Pontes de Lacerda será intimado e investigado.

O avião pousou na propriedade para abastecer e ao tentar levantar voo apresentou problema mecânico e o piloto não conseguiu decolar. “Abasteceram o avião e na hora de decolar deu uma pane. O avião aterrissou de “barriga” na soja, pouco depois de levantar voo e está com avarias na asa esquerda”, disse o delegado regional de Pontes e Lacerda, Vitor Chab Domingues.

Conforme o delegado, o piloto do avião fugiu levando o GPS, para dificultar a identificação da rota. No entanto, deixou a chave da aeronave na ignição. “Vamos levantar informações da rota, que segundo informou o preso, teria saído do município de Bela Vista, em Mato Grosso do Sul, com destino a uma fazenda nas proximidades de Cáceres”, detalhou o delegado que desconfia da versão, já que Mato Grosso do Sul não é não produtor de cocaína.

Jácome, o copiloto preso, além de veterano na aviação, também é no tráfico. Em 2013 foi preso pela Polícia Federal, também com um avião que teria drogas, na cidade de Colíder, a 650 km de Cuiabá. Condenado pelo crime, ele estava em prisão domiciliar.