Calote: supervisor de Polo EAD desvia dinheiro de mensalidades e deixa alunos “a ver navios”

24

Professor responsável por administrar o Pólo EAD em Aquidauana, do Centro Universitário da Fundação Assis Gurgacz – FAG, com matriz no Estado Paraná, resolveu ficar com o dinheiro da mensalidade dos alunos matriculados, que só ficaram sabendo da situação quando foram fazer a rematrícula para o segundo semestre.

De acordo com alunos que entraram em contato com o JNE, o professor Cláudio Neris não repassava os valores pagos para a Faculdade, gerando assim boletos em aberto para os acadêmicos. Com o golpe descoberto, os alunos se revoltaram e procuraram a Matriz no Paraná e também o jornal. Em um grupo de WhatsApp da Faculdade, o professor se desculpou, ainda disse que só tinha intenção de ajudar, “abençoou” os alunos e desejou sorte para que consigam concluir os cursos.

Segundo uma fonte do JNE, de imediato a FAG enviou um responsável para Aquidauana para conversar com os alunos e cobrar explicações de Claudio. Ainda de acordo com a fonte, o professor acabou confirmando que não repassou os valores pagos pelos alunos e ainda assinou um termo tipo confissão de dívida, o que isenta os acadêmicos da “dívida” com a Universidade, podendo assim realizar a rematrícula e continuar os estudos.

Alguns alunos que conversaram com a reportagem, disseram não pretendem continuar no Polo. No local, o responsável da matriz atendeu cordialmente o JNE, mas disse que não poderia passar nenhuma informação e pediu para que o Jurídico da empresa fosse procurado para dar melhores explicações. Em contato por telefone, equipe do Jurídico da FAG não quis falar sobre o assunto e com rispidez disse à reportagem que só daria explicações e esclarecimentos aos alunos matriculados.