Coxim registra três mortes em menos de uma semana no trânsito

20

Redação

Em menos de uma semana, de sexta-feira (06) a quarta-feira (11), Coxim registrou três vítimas fatais em acidentes de trânsito, dois na área urbana e um na zona rural. Na sexta-feira (06), o trabalhador rural Ramon José Romeiro, de 74 anos, mais conhecido como Paraguai, morreu após ser atropelado por uma motocicleta na Virgínia Ferreira, principal avenida de Coxim.

Ele seguia a pé quando cruzou a avenida e acabou sendo atropelado pela motocicleta Yamaha Crypton, com placa de Coxim, pilotada por Bruno Vilhalva Barreto, de 19 anos. Segundo o exame de necropsia a causa da morte foi traumatismo craniano encefálico, com afundamento de crânio e edema cerebral.

No domingo (08), a cobradora Lenilda Messias Vital, de 39 anos, morreu em um capotamento na estrada do Pantanal, zona rural de Coxim. Ela era passageira do GM Corsa, com placas de Coxim, conduzido por seu marido, Mauro Crepaldi Morais, de 35 anos.

Sem cinto, Lenilda foi arremessada para fora do carro, tendo a cabeça esmagada pela coluna do veículo morrendo instantaneamente.

A última morte registrada foi no inicio da manhã desta quarta-feira (11). Débora Jardim Ribolis Lemes, de 32 anos, morreu ao dar entrada no Pronto Socorro do Hospital Regional Álvaro Fontoura.

Débora teve um mal súbito e caiu da garupa da Web Sundown, com placa de Coxim, que era pilotada por seu marido, Cleber Lemes. Ela sofreu TCE (Traumatismo Craniano Encefálico).

A vítima teria sofrido duas paradas cardíacas enquanto era removida para o HR pelo Corpo de Bombeiros e SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), porém acabou morrendo ao dar entrada na unidade hospitalar. (Com informações do site Ediação MS)

Foto: Alisson Silva/Edição MS