CPI do Cimi ouve nesta terça desembargador de Roraima

25

por Jhoseff Bulhões

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) realizará nesta terça-feira (10) a oitiva com o ex-desembargador de Roraima, Alcir Gursen De Miranda, que tratou da questão da demarcação da terra indígena Raposa Serra do Sol. A reunião será realizada no plenário Deputado Júlio Maia, na Assembleia Legislativa, a partir das 14h.

A Comissão Parlamentar de Inquérito investiga se o Conselho Indigenista Missionário (Cimi) é culpado pelas ações indígenas em propriedades privadas de Mato Grosso do Sul.  A CPI do Cimi é composta pela presidente, deputada Mara Caseiro (PTdoB); o vice-presidente, deputado Marquinhos Trad (PMDB); e o relator, Paulo Corrêa (PR). Também são membros da comissão os deputados Onevan de Matos (PSDB) e Pedro Kemp (PT).

Agrarista de formação, o desembargador tratou da questão da demarcação da terra indígena Raposa Serra do Sol e criticou o que chamou de “ditadura do Judiciário”, que profere decisões à margem da segurança jurídica, exemplo para a importância do direito amazônico, uma de suas principais bandeiras na magistratura.

Foto: Divulgação/Assessoria