Faxineira que comeu bombom de delegado foi indiciada por furto

30

Por Gil Nei Silva

Um dos assuntos mais comentados da semana na internet foi o caso da faxineira de 32 anos autuada em flagrante por furto, por ter comido um bombom que estava na mesa, enquanto limpava a sala do delegado da Polícia Federal Agostinho Cascardo, em Boa Vista, no Estado de Roraima. Ele classificou o ato como furto qualificado e a indiciou. Como consequência, a empresa terceirizada para a qual ela trabalha transferiu a mulher para outro local.

A faxineira, que prefere não ter o nome divulgado, teme ainda ser despedida por este caso:  A dona da agência disse que o Delegado  pediu a demissão da funcionária por justa causa, mas “ainda” não concretizou, apenas transferiu. A faxineira disse estar arrependida pelo acontecido, mas ficou indignada.

“Agora, quem diria que, para uma pessoa que ganha tão bem, um chocolatinho iria fazer uma falta tão grande?! Dizem que foi furto qualificado, mas eu não considero. Foi uma acusação inadequada, imprópria. Ia falar para ele depois que tinha comido”.

 

Foto: Reprodução