Ouvidoria-Geral da Polícia Civil registra 950 casos em oito meses

30

Em oito meses, a Ouvidoria-Geral da Polícia Civil registrou até a última segunda-feira (31) 954 acionamentos na Capital e no interior de Mato Grosso do Sul. Conforme o diretor do setor, delegado Antônio Carlos dos Santos, os acionamentos são os mais diversos, entre denúncias, reclamações, mas também elogios.
O delegado Antônio Carlos relata que a Ouvidoria-Geral foi criada em janeiro deste ano e, embora em atuação, está em fase de adequações, devendo em breve acionar o sistema 0800. Conforme o delegado, a Ouvidoria está à disposição da população para qualquer tipo de denúncia sobre atos, ações ou procedimentos policiais em todo o Estado.
Antônio Carlos ressalta que a participação da população no acompanhamento e mesmo na fiscalização do trabalho da polícia é de extrema importância para o aprimoramento tanto do trabalho como da interação com a população de cada município ou distrito policial. No caso de Campo Grande, atualmente há sete deles, além das especializadas como Delegacia da Infância e Juventude, Denar, Homicídios, Decon, Defurv e Derf, respectivamente furtos de veículos e roubos e furtos.
Cada caso chegado à Ouvidoria é analisado e então é definida uma providência, que conforme a gravidade será resolvida pelos respectivos departamentos, pelo delegado-geral ou encaminhada para a Corregedoria da Polícia Civil se a denúncia atingir maior teor de gravidade administrativa ou penal, conclui o delegado.
Até a ativação do serviço 0800, que deverá ocorrer brevemente, denúncias devem ser feitas diretamente à Ouvidoria-Geral pelo telefone 3318-7900. O denunciante não precisa se identificar e a informação será preservada.