Equipes do BOPE – Batalhão de Operações foram deslocadas para a região da fronteira Brasil/Paraguai em ação conjunta com a Receita Federal na Operação Parajás. O objetivo é combater as organizações criminosas que atuam no contrabando, principalmente de cigarros, na região, levando em consideração recente atentado sofrido por servidores da Receita Federal em Mundo Novo.

A operação acontece após criminosos dispararem contra servidores da Receita Federal em Mundo Novo, inclusive com fuzis, após apreensão de carga milionária de cigarros contrabandeados. A carga, aproximadamente 1.250 caixas de cigarros estrangeiros, foi avaliada em R$ 3 milhões. O veículo transportador, com fortes indícios de adulteração, foi avaliado em R$ 300. Durante a ação, nenhum servidor foi atingido.

O Bope servirá como força de reação em pronto emprego para fazer frente a possíveis ações contra servidores no exercício da função pública e também irá contribuir na fiscalização para inibir e coibir a prática de crimes transfronteiriços.

A operação tem participação de várias agências e tem coordenação do Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira da Secretaria de Estado Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul e está prevista para 30 dias, mas poderá ser prorrogada por tempo indeterminado.