Durante operação contra o tráfico, Polícia Civil fecha bocas de fumo em Anastácio

Nesta quinta-feira (29) foi deflagrada a ‘Operação Fronteira Segura Pantanal’, englobando delegacias de diversos municípios da região do pantanal sul mato-grossense, incluindo Anastácio. A Polícia Civil do município, após denúncias de populares desde semana passada, empreendeu diligências investigativas para desarticular bocas de fumo na cidade, sendo dois locais de vendas de entorpecentes fechados, quatro adultos presos e um adolescente apreendido.

No período da manhã, foi desarticulada uma associação para o tráfico que atuava no bairro Cristo Rei, em Anastácio. O setor de investigação recebeu denúncias anônimas de que duas irmãs, Kassiane Amorim Delgado da Silva e Kariny Amorim Delgado da Silva Moraes, atuavam em associação para o tráfico em conjunto com Valéria Dias Gamarra e seu irmão de 14 anos. A Polícia Civil não divulgou os nomes, mas o JNE levantou a identificação dos acusados com fontes.

Os quatro realizavam tráfico em diversos pontos da cidade de Anastácio e foram interceptados pela Polícia Civil e encaminhados para a Delegacia, onde as maiores responderão por tráfico e o adolescente por atos infracionais análogos a tráfico e associação para o tráfico. A Polícia Civil explica que, apesar da pouca quantidade de “paradinhas de maconha” apreendidas, comprovou-se por testemunhas e outros subsídios o tráfico e a associação para o tráfico.

Já no período da tarde, a Polícia Civil prendeu um homem de 23 anos, que não teve a identidade revelada, por tráfico de drogas, mas a reportagem apurou que se trata de Lucas Gabriel Vieira Trindade. O setor de investigação desta Delegacia recebeu denúncias anônimas de que o indivíduo realizava tráfico em diversos pontos da cidade de Anastácio, tendo como ponto forte sua casa, localizada no Bairro Assui. As equipes de investigação de Anastácio empreenderam diligências e conseguiram prender o homem por tráfico, sendo encontrada em seu poder sete papelotes de maconha, todas guardada em seu quarto, sendo a segunda boca de fumo fechada na cidade.